quinta-feira, 15 de maio de 2014

Despertar, parte I

Série "Contos", Nº 1


Deitada na cama, ela foi aos poucos abrindo os olhos, despertando. Aos poucos o sono deixando seu corpo, pra mais um dia igual.

 A tristeza ainda lhe abatia tremendamente, e as lembranças lhe maltratavam a cada segundo. Era tão grande seu amor por ele, mas pelo orgulho besta e mágoas imbecis ela simplesmente não pôde gritar para o mundo o quanto o amava, e ela sabia que ele também, apesar de achar que ele não tinha mudado seu jeito quando tudo acabou.

Mas era algo além do seu alcance, pois a dor da sua perda lhe esvaia a vida dia após dia.
Tudo na sua casa lembrava ele, e se não bastasse as lembranças indiretas, haviam frases dele rabiscadas à tinta nas portas do guarda roupas, em páginas de livros e até em um calendário que ficava na cozinha, e agora as fotos que ora estavam esquecidas em uma gaveta qualquer, estavam ostentadas nos móveis da sala, juntos com os sorrisos, aquele sorriso branco e largo dele, que só ficará nas lembranças e nas fotografias.

Mas seu olhar ainda estava turvo, já em pé procurando pelas roupas, e o que ela viu quase lhe fez cair dura no chão...



[continua...]

3 comentários:

Mary Jackson disse...

o que ela viu?! já não me aguento de curiosidade! vê se posta logo a continuação, rapaz!

Luís Eduardo G. Costa disse...

Em breve ;)

Anônimo disse...

Tudo nessa casa lembrava ele. Tudo ainda lembra ele. Afinal os rabiscos ainda estão todos lá.
Aquela camiseta da profissão dele, aquele moletom, ela ainda usa.
Ela resolveu ler um livro e na capa estavam os escritos com a letra dele. E agora ? Agora como se não bastassem as lembranças ela sonha com ele todas as noites. Mesmo depois de tanto tempo. Por que isso ?