sexta-feira, 11 de julho de 2014

Eu Fomento

Série "Curtas", Nº 5


Eu fomento o desejo quase inexistente, porém irresistível de simplesmente me desabar em cima de um papel, o que pode transbordar dentro da minha alma esses resquícios de solipsismo.

Porém estarei sendo verdadeiro. Sempre.

("Lágrimas não são argumentos!")

Nenhum comentário: