segunda-feira, 7 de julho de 2014

Procuro a Paz

Série "Poesias e Devaneios", Nº 6


eu ainda preciso da paz que me foi negada
acho que é pedir demais esse negócio de não querer nada
só um dia vago.
um dia onde nada aconteça
nenhum deslize
nenhum estrago.
somos todos tão mentirosos 
hipócritas!
bonita essa palavra, né?
muitas pessoas usam,
sem saber pra quê.
eu uso, sabendo do que sou capaz
fingir um sorriso ou uma lágrima
perder a cautela e a calma
sonhar sonhos maiores
antes que o Sol nos devore
eu só queria a paz que me foi negada
uma verdade sem camadas
nada de versões, só fatos
porque cada dia que passa, eu relato
cada dia a mais é um dia a menos
e cada dia a menos é uma chance prum ultimato.




(A paz do coração é o paraíso dos homens.)

Nenhum comentário: