quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Carta: "Incerteza da felicidade"

Série "Cartas Perdidas", Nº 3


É noite, e está frio. Estou cansado, meu corpo está cansado, mas provavelmente depois de uma noite de sono ele vai estar totalmente recuperado. Mas e minha alma? Ela está cansada e nunca descansa! Minha alma está me deixando, me abandonando aos poucos!

Não sei se estou fazendo as coisas certo dessa vez, mas não estou mais falando com você! Você está aqui nos meus pensamentos, você está aqui comigo do meu lado, nos meus sonhos. Mas eu não posso sequer fazer uma simples ligação, ou simples mensagem! E quanta saudade das nossas mensagens carinhosas! De trocas e juras de amor com você! Que saudade de você! Isso dói tanto!

Mas estou simplesmente cumprindo o combinado, ligo porém regularmente para seu pai ou sua avó! Sim, infelizmente preciso saber de noticias suas, quero saber se você ainda sorri, se está se alimentando bem, dormindo adequadamente, não está passando mal, está feliz. É importante pra mim!

Tudo é efêmero! Sabe, tenho tanta saudade de você e choro todos os dias, mas agora passei a chorar baixinho, despercebido, quase passo sem ser notado, quase!
O mundo está frio, as pessoas são inerentemente frias, são seres inanimados em um teatro estranho, não sinto calor nem entusiasmo nas vozes, que soam robóticas, e chegam ao meu ouvidos ao cantos. Agora sua voz que é o calor brando que abraço o fim do inverno, essa sua voz doce e angelical, sim, ela ainda ecoa na minha mente, você está falando aqui comigo, agora!

As cartas só fazem sentido se tiverem carregadas com emoção e sentimento, e é só assim que as palavras vão surgindo, como as lágrimas caem, surgem letras em versos e poesia, desmembradas em minha almas em forma de papel escrito. Tomara que um dia essas carta chegue até você! Será que vai chegar mesmo? Eu estou aqui a escrevendo pra você e tendo você em mente. Tomara.

Tomara mesmo é que uma hora estejamos eu e você, sentados no sofá, abraçados, e lendo esses punhados de palavras desconexas, e tomara mesmo que estejamos rindo e apenas relembrando que esta era uma época extremamente triste e lúgubre da minha existência medíocre.

Meu coração anseia tanto por essa esperança, por mais que seja ínfima, seria como uma vela tênue em uma ventania, eu tento ser racional, tento lutar contra isso, sei ate que eu posso ter te perdido pra sempre, mas como são mergulhos rápidos em um oceano negro, porque estou aqui ainda respirando, respiro você! Seu cheiro esta em mim ainda, e ficara pra sempre! Acredito muito nisso, tenho muita fé e sou um homem agora mais do que nunca extremamente religioso.

Quando estou quase esgotando em uma corrida onde meus músculos fadigam, meu corpo quase me abandona, é a hora de respirar fundo e buscar energias de onde nem eu sabia que existia. Pois então a pratica desportiva talvez sirva como analogia para o que eu tento buscar na minhas alma, porque quando eu estou quase me esgotando, praticamente me entregando, consigo não sei de onde uma força para me reerguer! Essa força não são palavras de ninguém, pois em momentos extremos de desespero clamo por um sinal teu e sei que não vou receber (e nem ao menos sou merecedor).

Mas existe algo que me consola por instantes, e simplesmente não consigo explicar o que é.

Eu sinto que não sou mais o mesmo, e de novo estou aqui vertendo lagrimas sozinho! Você precisava tanto estar aqui comigo! Abdicava da minha vida pra poder passar apenas uma semana com você em pleno amor! Pra mim eu morreria feliz!

Seria mais que o suficiente! Eu não tenho perspectivas mais, só que eu tenho um estandarte que eu levanto!

Eu irei te esperar, te esperar! Sei que não posso entrar em contato com você, sei que seu coração pode estar sendo transferido para outra pessoa, mas eu vou te esperar! Não tenho olhos pra ninguém meu mundo é rascunho cinza, e você é o oásis de cores! Estou te esperando quanto tempo for necessário e gostaria tanto que você soubesse disso! Que eu estou aqui te esperando

E que vontade enorme de ligar para seu telefone e poder ouvir tua voz doce e poder dizer que estou pensando em você! Queria tanto dizer agora mesmo que você é a mulher da minha vida, que eu vivo pra você e por você! Estou aqui te esperando, doido pra te agarrar, te abraçar, te beijar como se não houvesse amanhã! Estou pra você, sendo você minha meta, sendo que farei por merecer! Queria tanto que você soubesse dessas palavras!

Estou conversando contigo por aqui, pois não existe outra forma, estou no front, na guerra, na batalha de minha vida, tão distante de você que nem ao menos oceanos ou galáxias (como outrora foi) saberiam representar nossa distancia! Eu estou tão longe de ti. Tão longe que tenho medo de não conseguir percorrer a distancia necessária. O mundo é um lugar tão irreal e frio sem você, e a cada canto, cada esquina, cada bosque, cada calçada, cada arvores, cada descida ou subida, cada esquina, cada canta de cada lugar, eu fico uns instantes observando se você aparece de repente. Aparece correndo ao meu encontro, pronta para me abraçar, me beijar! E as lágrima aqui caindo novamente! Não tem jeito mesmo! As lágrima são inevitáveis.

Porque você não está mais aqui comigo? Eu tenho certeza que você está sim! Você está comigo e eu não tenho dúvida! Sua voz está falando como mesmo tom de sempre. E está zangada por eu estar roendo unhas!

Mas eu juro, por mais duro que está sendo, tento manter o equilíbrio, e não é fácil. Eu defini você como meu chão, mas te perdi e consequentemente a vertigem e a desordem tomou conta da minha vida. Perdi você que era meu chão!

E agora nesse momento tem uma voz que me fala que perdi você, me fala pra eu me conformar, pra eu seguir minha vida, simples assim, Não! No momento que eu escrevo isso ainda existe e persista, uma esperança ainda prenuncia e chama. Existe ainda uma chama que arde dentro de mim, que me faz sentir que você inda pode ser minha, sentir que ainda posso te merecer, e podemos ser muito felizes.

Sim, lembra-se da promessa: Quando eu pisar na tua casa novamente eu não falharei e seremos apenas eu e você, pra sempre. Sim não tenho duvidas nenhuma disso quero você como minha esposa, quero você pra minha vida! E em breve ter um filho com você, só assim conseguirei amar outra pessoa tanto quanto amo você! Seria o ápice da felicidade! O fruto de nosso amor, que viesse ao mundo um ser humano com nosso sangue. A coisa mais perfeita do mundo!

Queria que tudo realmente fosse um pesadelo como aparenta! Rezo tanto para que você reconheça minha mudança! E que além disso eu realmente pratico essa mudança! Eu mudei tanto, e agora, pra você, eu vivo pra você! Vivo cada segundo, cada ação milha para lhe provar que o meu amor por você é infinito e não possui limites práticos, e que estou te esperando, com muita fé, com muito amor e esperança!

Não sei se realmente essa carta um dia chegará em suas mãos, gostaria tanto que chegasse! E haveria tantas maneiras de eu entrega-la a você, que eu escolhi essa forma, não é a melhor forma nem oportunidade de dizer, mas ela esteve tão próximo da dizer tudo que sito, você dormiria praticamente ao lado dela e não saberia, fiz questão de mantê-la próxima a você!

Como acabar essa carta? Simplesmente não sei, e não tem fim porque eu não sei o final da minha e da nossa história, então deixo a ultima frase:


“As lágrimas talvez não serão em vão”

("Boa noite e saiba que nada mudou")

5 comentários:

Larissa Silva disse...

"Que saudade de você! Isso dói tanto!"
Realmente dói, é algo que não se pode evitar, porque quando ama alguém você sempre sente falta e lembra de todas as coisas boas que viveram juntos, você deseja voltar no passado e reviver tudo aquilo, ate os momentos mais bobos, que os dois consideravam insignificantes.
"Tudo que eu queria nesse exato momento era estar envolvido em seus braços, e dizer que a amo, que eu sou totalmente dela, que eu vivo para ela e por ela, que ela é o meu mundo!
E depois beijá-la!

Luís Eduardo G. Costa disse...

Portanto podemos chegar a conclusão que o amor e a saudade pode ser sentida por qualquer um!

Anônimo disse...

O sofrimento eh um intervalo entre duas felicidades <3.A.C.D

Luís Eduardo G. Costa disse...

soa como uma carta póstuma... mas é isso mesmo...

Luís Eduardo G. Costa disse...

soa como uma carta póstuma... mas é isso mesmo...