terça-feira, 12 de agosto de 2014

Um pouco de verdade

Série "Curtas", Nº 9


Você não ama aquela garota, você não ama a pessoa dela, você nem conhece aquela garota, você só criou uma imagem baseada na fisionomia e expressão corporal dela pra poder suprir a falta de amor próprio que sempre te atingiu.

Você quer amar alguém tanto, e você ama ela como a imagem de alguém que você nunca vai ser e nunca ninguém será. Você não ama ela de fato, você criou uma imagem que representa o seu ego, você quer amar o seu próprio eu.

Suas supostas paixões secretas nunca existiram no mundo real de fato, essa sua grande paixão que você divulga a quatro ventos é nada mais que a imagem de alguém que jamais, em hipótese alguma poderia existir, essa pessoa que você tanto ama (ou quer amar) nunca existiu, e nunca vai existir, sendo nada mais que o espelho do seu ego.

O dia que você entender isso todo o resto será simples de ser absorvido.

Por A.G.

("Um dia tudo será excelente, eis a nossa esperança; hoje tudo corre pelo melhor, eis a nossa ilusão.")

Um comentário:

Anônimo disse...

Um amor nunca é esquecido, e quem esquece, não sabe o que é amar...A.C.D