quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Carta: "Cada vez mais"

Série "Cartas Perdidas", Nº 8


Incrível como tento usar cada palavra e cada frase a favor do que sinto, mas não é algo simples. Eu e você somos são diferentes, em tudo, pertencemos a mundos diferentes, da mesma forma que pertencemos no mesmo mundo, no mesmo chão pisamos, cada dia que passa, são tantas cartas que eu já escrevi pra você, muitas pessoas simplesmente acham risível o que eu sinto.

É risível? Cada segundo de escrita poderia ser! Mas não me arrependo! Te amar foi um erro? Foi um erro mesmo? Mas eu erro diversas vezes seguidas, se for preciso! 

Olha por eu estou sofrendo e não faz pouco tempo! Engraçado tanto que eu não consigo me direcionar a você sem lembrar de paixão!

Amor, se você soubesse o quando tempo já estou te amando! Talvez você dê gargalhadas eternas, mas acho que ficará mais curiosa! Eu te amo e estou te amando demais, sendo que meu sentimento está crescendo a cada minuto, 

independente dos meus conflitos sentimentais! Eu sim tenho conflitos de sentimentos mas quando o seu nome está no meio, sempre estará! Independente do que disserem!
Mas é uma coisa estranha! Demais estranho é cada letra e palavra que surge quando eu peno em você! 

São tantas cartas que já foram escritas, ficaria surpreso que a carta aqui presente estaria chegando até você

São diversos clichês românticos, e não tem limites! Não sei mas em diversas vezes eu falei pra você o quanto eu amo você, mas provavelmente em pensamento, provavelmente não da forma que eu queria, provavelmente não da formar que deveria ter sido, mas eu te amo tanto, te amo mai que tudo, você tem se tornado uma paixão intensa pra mim, mas não platônica, por que acho que por mais estranho e doido que seja o que eu sinto por você, não chega a ser platônico! 

Eu te amo tanto!


"não sei descrever exatamente como eu poderia descrever o que sinto"



Nenhum comentário: