sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Dividido

Série "Curtas", Nº 14


Estamos divididos, e no final tudo se divide...
Uma sucessão de interrupções abruptas, assim defino minha vida.
Quem sabe a paz seja uma grande utopia... o amor, um grande engodo?
Mas não, procuramos sempre pela paz e pelo amor...
E passamos por sucessivas divisões

Onde seguir? Pra onde ir? O que ser? O que fazer? Esquerda ou direita? Medicina ou culinária?

Praticamente somos rasgados ao meio pelas oportunidades e dilemas que nos são apresentados.

A natureza nos torna anti-humano talvez? Talvez, quem sabe...
A natureza humana muitas vezes é anti-humana, feroz e selvagem...

Agora acerca de "universos" em que vivemos, ou que estão aí... mundos, sonhos, ilusões, fantasias, ou qualquer outra metáfora ou alegoria que se use...

Sou dividido entre três mundos...

Um deles eu já perdi...
O outro eu nunca tive...
O terceiro, no qual vivo, não o quero de jeito algum...


"...É apenas algo que não posso mais guardar só comigo..."

Nenhum comentário: