sábado, 18 de abril de 2015

Não era você

Série "Curtas", Nº 17


Olhei, era você, mas não exatamente você.

Era você só em minha mente, porque era só alguém muito parecida com você, alguém quem pelos trejeitos e traços, pode lembrar vagamente tua figura.

Mas lógico, nunca, jamais seria parecida contigo, ilusão minha.

A ilusão é contínua, porque o simples fato da tua visão é ilusão, porque você mesma nunca existiu.

"Porque será que o meu mundo fica tão confuso se estou perto de você?"




Nenhum comentário: