sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Lago de Lágrimas

Série "Poesias e Devaneios", Nº 38



Eu vou construir um lago de lágrimas. O lugar eu não sei onde, talvez num deserto, em um bosque, talvez em um lugar que ainda nem sei o nome. Talvez em um lugar que não seja físico.

O buraco será bem fundo, pois deverá guardar todo o conteúdo. As lágrimas eu irei depositar lá, ficará grande e melancólico.

Nem precisarei desviar um rio, pois só usarei as lágrimas, que serão captadas de todas os lugares.

Serão as lágrimas verdadeiras, amores desfeitos, amizades destruídas, paixões dispensadas. Serão lágrimas amargas, as vidas marcadas e as preces perdidas.

São as lágrimas da esperança, lágrimas da emoção, lágrimas da vontade.

Ficará grande, enorme.

E, no meio dele, vou construir uma casa. Uma pequena casinha, onde você poderá ir de vez em quando. Você está lá no meio do lago de lágrimas, cercado da tristeza, da saudade, das lamúrias. Cercado do passado e do futuro. Cercado de você, de mim, de tudo.

De amores não vividos, e planos não realizados.

Você ficará lá quando quiser visitar meu lago. Lá você verá o tamanho que ele é, é gigante.

Eu vou construir um lago de lágrimas.



"Se a felicidade for derradeira, a vida vai seguir seu curso."





2 comentários:

Joaana D'arc disse...

A vida sempre segue seu curso.. Existe mesmo felicidade derradeira? Talvez sim, talvez não.. E, com ou sem ela, chegará um tempo que a visita ao 'lago de lágrimas' se fará necessário....

Anônimo disse...

Eu vou construir um lago de lágrimas. ( Ja construiu)
O lugar eu não sei onde (Bem sabe, dentro de si mesmo)
Serão as lágrimas...(todas as que verteu ou fez alguém verter)
Ficará grande, enorme.( Já é imenso)

E, no meio dele, vou construir uma casa. Uma pequena casinha, onde você poderá ir de vez em quando. Você está lá no meio do lago de lágrimas, cercado da tristeza, da saudade, das lamúrias. Cercado do passado e do futuro. Cercado de você, de mim, de tudo.( Qual você? Qual amor? Qual das que você não permitiu te amar? Qual das que te amou e você menosprezou? Qual das que amou e não te correspondeu?)

PS: Deixe a agua seguir seu curso natural, desapegue, esqueça dos outros e ame a si mesmo, só então poderá ter algo real, e duradouro...antes disso construirá castelos de areia, nuvens que somem com o vento, lago de lágrimas e você continuará sempre pela metade. Abraço meninão